“Queremos auxiliar investidores anjo a formar portfólio e a encontrar boas oportunidades em co-investimento”, comenta o principal executivo e fundador da 100 Open Statups, Bruno Rondani.

Basicamente, startups do ranking, avaliadores e fundos de investimento poderão se qualificar para rodadas de co-investimento.

Eles se selecionarão mutuamente, a partir de matchmaking (encontro de agentes com um mesmo fim) online e speed-dating (encontro de minutos com vários agentes) presencial.

A operacionalização do investimento se dará a partir da plataforma de investimento Basement, que é regulada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

As startups selecionadas, por intermédio do 100 Open Angels, terão acesso a um programa de 12 meses de aceleração.

Todos os agentes interessados têm até o dia 31 de maio para submeter os dados para Ranking Top 100 Open Startups e efetuar a inscrição no programa 100 Open Angels.

FONTE: DCI | Diário Comércio Indústria & Serviços | https://www.dci.com.br/

Postado por: ABC Valley